Sites Grátis no Comunidades.net
Crie seu próprio Site Grátis! Templates em HTML5 e Flash, Galerias em 2D e 3D, Widgets, Publicação do Site e muito mais!

Angola



Total de visitas: 115899
Cantigas de Caboclo

Pontos de Caboclos (diversos)
--------------------------------------------------------------------------------

Oxalá nosso redentor
Desceu para nos salvar!
Chegaram os caboclos de Aruanda
Que vieram descarregar!
Mais uma pemba, mais uma guia...
Meu pai, diga o que é!
São todos os caboclos de Aruanda
Que vieram salvar filhos de fé!

--------------------------------------------------------------------------------

Vai, estrela tão brilhante...
Que ilumina este Congá!
Vai buscar, estrela, vai buscar
Com a permissão de Oxalá
Vai buscar seu (nome do cabloco)
Pra vir na Umbanda trabalhar!

--------------------------------------------------------------------------------

Umbanda, onde estão seus caboclos?
Eles vêm de longe
Do centro do Juremá!
Com seus saiotes de penas
Na Umbanda saravá!

--------------------------------------------------------------------------------

Lá nas matas da jurema
Ouvi tambores a tocar!
A mata estava iluminada
E os passarinhos a cantar
Não sei se era noite, não sei se era dia
Só sei que lá na mata era tudo alegria!

--------------------------------------------------------------------------------

Quando a umbanda se abre
Eu quero ver quem é!
Se é um teimoso de aruanda
Ou um caboclo de guiné!

--------------------------------------------------------------------------------

Mandei chamar...
Os meus caboclos de aruanda!
Mandei chamar...
No Humaitá venceu demanda!

--------------------------------------------------------------------------------

Olha os matos quebrando!
Os caboclos arriando!
Os caboclos arriando!
Olha os matos quebrando!

--------------------------------------------------------------------------------

Estava na sua mata!
Tata miro!
Quando seu mano chamou!
Ele jurou, jurou, jurou!
Ele jurou e eu também jurei!

--------------------------------------------------------------------------------

Assobia, caboclo!
Torna a assobiar!
Assobia, caboclo!
Que seu povo vem!
Assobia! Assobia!
Ele assobiou ô...
Cadê o seu (nome do caboclo)
Que ainda não chegou!

--------------------------------------------------------------------------------

Que bela manhã, meus camaradas!
A lua brilha no oriente!
Os pássaros cantam!
Seus filhos chamam os guaranis
que vêm chegando agora!

--------------------------------------------------------------------------------

Caça, caça, caçador!
É caçador que vem caçar!
Caça, caça, caçador!
É caçador do Juremá!

--------------------------------------------------------------------------------

Ora viva a terra da Jurema!
Salve todo o Juremá!
Ora viva todos os caboclos
Filhos da cobra coral!
Rei, ó rei, ô Jurema!
Rei é Oxalá!

--------------------------------------------------------------------------------

Lá na mata uma coral piou!
Piou, piou ele vem chegando!
Se ele é Capangueiro da Jurema
No alto da montanha está trabalhando!

--------------------------------------------------------------------------------

Que vem de longe
Veio de ganga macaia!
Ó não me mate a cobra!
Não me espante a coral!
Auê auê auê! Auê auê auá!

--------------------------------------------------------------------------------

Que linda andorinha
Tem no meu sertão!
Todo o pássaro voa, andorinha!
Só a ema não!

--------------------------------------------------------------------------------

Ó ventanias da jurema!
Mande folhas cá pra nós!
Ventou, ventou na macaia...
Balançou, folhas caiu!
Quero ver, quero ver!
Quero ver quem ainda não viu!

--------------------------------------------------------------------------------

Sucuri! Jibóia!
Ó como vem beirando o mar!
O zi piou piou ô!
A sua cobra coral!

--------------------------------------------------------------------------------

Caboclo do mato trabalha
Com Cipriano e Jacó!
Trabalha com o vento e a chuva!
Trabalha com a lua e o sol!

--------------------------------------------------------------------------------

Já dizia um caboclo
A umbanda é pra quem tem fé!
Ai de mim, meu bom caboclo!
Sua força não engana ninguém!
Se o caboclo é bom
Bate palmas pra ele!
Se o caboclo é bom
Bate palmas pra ele!

--------------------------------------------------------------------------------

Sua flecha a tiracolo
Foi Oxalá quem lhe deu!
Quem achou, achou!
Quem perdeu, perdeu!

--------------------------------------------------------------------------------

Coqueia, coqueia odé!
Coqueia como coqueia odé!
Coqueia, coqueia odé!
Coqueia com (nome do caboclo)

--------------------------------------------------------------------------------

Ele é (dizer o nome do caboclo chefe), ô paranga
Que está no congá!
Mano de (dizer o nome dos outros caboclos da casa), ô paranga!
Vamos saravá!

--------------------------------------------------------------------------------

Eles vêm daquelas matas
Do reino de Juremá!
Caboclos vêm de Aruanda
Vamos todos saravá!

--------------------------------------------------------------------------------

Cabra jibóia engoliu caninana!
Rabo de saia a um caboclo não engana!

--------------------------------------------------------------------------------

Caboclo venceu demanda
Para o povo de umbanda
Na ponta da sua flecha
Quando veio de aruanda
Venceu...
Caboclo venceu...
No fundo da mata virgem
Oxalá gritou
- esse filho é meu!
Esse filho é meu!

--------------------------------------------------------------------------------

Só não apanha
Folha da jurema
Sem ordem suprema
Do pai Oxalá
Só não apanha
Folha da jurema
Sem ordem suprema
Do pai Oxalá

--------------------------------------------------------------------------------

Não chores não caboclinho
Pra que chorar?
A casa é sua caboclinho
Pra trabalhar!
Oi olhe agora,
E venha receber
Ogum de ronda
Meu pai Obaluaê!

--------------------------------------------------------------------------------

Curimbembê, curimbembá
Sete flechas um grande Orixá
Com sete dias de nascido
A jurema o encontrou
Deitado na folha seca
O caboclo ela criou
Curimbembê, curimbembá
Sete flechas um grande Orixá
Nasceu na mata de Oxossi
Na aldeia de Juremá
O caboclo sete flechas
Iluminado por Oxalá

--------------------------------------------------------------------------------

Ele é caboclo, ele é juremero e na alvorada tem penas carijós
Vadeia, oh, vadeia, oh, vadeia meus caboclos na aldeia
Vadeia, oh, vadeia, oh, vadeia como o vento na areia
Vadeia meus caboclos vadeia, os caboclos na aldeia e a sereia na areia

--------------------------------------------------------------------------------

Lá na mata, piô, piô (3x)
O rei da mata chegou
Oxóssi é rei da mata, é vencedor de demanda
É um orixá consagrado, coroado na nossa Umbanda

--------------------------------------------------------------------------------

Em cima daquela terra eu vi pedra rolar
Eu vi pedra rolar, vi caboclo embalançar

--------------------------------------------------------------------------------

Saravá, saravá, saravá,
Esses filhos de pemba que ficam de pé no congá
Saravá, saravá, Oxalá,
Se ele é pai de cabeça não deixa seus filhos tombar
Lua, oh lua, ilumine o terreiro que o pai de cabeça chegou
Lua, oh lua, já deu meia noite e o meu galo de pemba cantou

--------------------------------------------------------------------------------

No meio da samambaia, perto do pé de ipê
Eu vi um caboclo atirando, ele atirava sem ninguém ver
Zuô, zuô, a sua flecha zuô
Zuô, zuô, a sua flecha zuô

--------------------------------------------------------------------------------

Naquela estrada de areia,
Onde a lua clareou
Todos caboclos paravam
Para ver a procissão de São Sebastião

--------------------------------------------------------------------------------

Auê, auê meus caboclos, auê
Auê, auê meus caboclos, auê
Caboclo mora nas matas na beira da Jagutáia
Caboclo come folha e se veste de samambaia
Auê, auê meus caboclos, auê
Auê, auê meus caboclos, auê
Salve cabocla Jupira
Salve cabocla Jurema
Saravá seu Sete flecha
Saravá seu Tira Teima

--------------------------------------------------------------------------------

Oxalá mandou
Ele mandou buscar
Os caboclos da Jurema
Lá no Juremá
Pai Oxalá
É rei do mundo inteiro
Mandou ordens pra Jurema
Mandar seus capangueiros
Mandai, mandai
Linda cabocla Jurema
Os seus guerreiros
Esta é a ordem suprema

--------------------------------------------------------------------------------

Oxossi está no mussambé
Oxossi está no mussambê
Na cidade da Jurema,
Oxossi está no mussambé
Está no mussambé, está no
Arirê aiê iê
Está no mussambé, está no
Arirê aiê iê

--------------------------------------------------------------------------------

Caboclo que está na mata
Oi sai da mata pra fora
Caboclo que está na mata
Oi sai da mata pra fora
É hora, é hora,
É hora caboclo é hora
É hora, é hora,
É hora caboclo é hora

--------------------------------------------------------------------------------

Vestimenta de caboclo é samambaia
É samambaia, é samambaia
Saia caboclo
Não se atrapalhe
Saia do meio
Da samambaia

--------------------------------------------------------------------------------

Foi numa tarde serena
Lá nas matas da jurema
Que eu ouvi o caboclo bradar
Quiô, quiô, quiô que era
Sua mata estava em festa
Saravá (nome caboclo/todos os caboclos)
Que ele(s) é (são) rei(s) da floresta quiô, quiô, quiô que era
Sua mata estava em festa
Saravá (nome caboclo/todos os caboclos)
Que ele(s) é (são) rei(s) da floresta

--------------------------------------------------------------------------------

Ave, ave, ave Maria
Ave, ave, ave Maria
(nome caboclo/todos os caboclos*) quando vem da aldeia
Ele(s) vem (vêm) rezando a ave Maria (*) quando vem da aldeia
Ele(s) vem (vêm) rezando a ave Maria ave, ave, ave Maria
Ave, ave, ave Maria

--------------------------------------------------------------------------------

(nome caboclo/todo o caboclo) quando vem da aldeia
Ele traz na cinta uma cobra coral
Oi é uma cobra coral,
Oi é uma cobra coral.

--------------------------------------------------------------------------------

Oi caboclinho da mata virgem
Sucuri dendê
Aonde anda esse Caboclo
Que não quer descer
Ele desce sim senhor,
Ele desce sim senhor.

--------------------------------------------------------------------------------

São Miguel, São Miguel
São Miguel está chamando
Dai me força oh são Miguel
Oi pra chamar os Caboclos da umbanda

--------------------------------------------------------------------------------

Atira, atira, eu atirei
No Babá vou atirar
Veado no mato é corredor
Oxóssi é caçador

--------------------------------------------------------------------------------

A mata estava escura,
Veio o luar e clareou,
Ficou tão lindo
Aos pés de nosso senhor
Quando Oxossi aqui chegou.
Mas ele é um rei, é um rei,
Mas ele é o rei lá nas matas da Jurema,

--------------------------------------------------------------------------------

Quem chegou nesse congá
Pra saudar o seu irmão
Quem chegou nesse congá
Pra saudar o seu irmão
Ele é capitão,
Ele é capitão.
Nas matas da Jurema,
Ele é capitão.

--------------------------------------------------------------------------------

Sindorerê auê cauiza
Sindorerê sangue real
Eu sou filho
Eu sou neto da Jurema
Sindorerê auê cauiza
Sindorerê auê cauiza
Sindorerê sangue real
Eu sou filho
Eu sou neto da jurema
Sindorerê auê cauiza
Oi sika riza é um rei
É o Orixá
Oi sika riza é um rei
É o Orixá

--------------------------------------------------------------------------------

Caboclo firma ponto
Na pontinha do cipó.
Caboclo firma ponto
Na pontinha do cipó
É meia-noite na lua
É meio-dia no sol
É meia-noite na lua
É meio-dia no sol

--------------------------------------------------------------------------------

Eu vi chover,
Eu vi relampear,
Mas mesmo assim
O céu estava azul
Firma seu ponto
Na folha da jurema
Oxossi reina
De norte a sul
Firma seu ponto
Na folha da jurema
Oxossi reina
De norte a sul

--------------------------------------------------------------------------------

Quem manda na mata é oxóssi
Oxóssi é caçador
Oxóssi é caçador
Eu vi meu pai assoviar
Ele mandou chamar
É de aruanda ê
É de aruanda auê
(nome do caboclo)
É de aruanda auê

--------------------------------------------------------------------------------

Tambor, tambor
Vai buscar quem mora longe
Oxossi
Nas matas
Ogum Humaitá
Meu pai Xangô
É nas pedreira
Ô Iansã, ô Iemanjá

--------------------------------------------------------------------------------

Onde está a jurema?
A jurema a onde está?
Está procurando os capangueiros
Que ainda estão na Juremá
Quem mandou chamar
Em nome do pai Oxalá?
Foi seu Oxossi caçador
Que já baixou nesse congá
Salve todo o povo da jurema
Salve sua luz
Seu Jacutá
Levando a todos lares
E seus filhos
Trazendo paz e amor
Na fé de Oxalá

--------------------------------------------------------------------------------

Oxóssi êeee
Oxossi aaaaa
Oxossi é marambolê, marambolá
Quem é aquele que vem lá de aruanda
Montado em seu cavalo
Com seu chapéu de banda
Ele é Oxossi de aruanda eeeeee
Ele é Oxossi de aruanda aaaaa

--------------------------------------------------------------------------------

Na marambaia!
Na marambaia!
Caboclo no mato!
Caboclo na praia!

--------------------------------------------------------------------------------

E a vestimenta do caboclo?
É samambaia só!
É no lageiro aonde os caboclos moram! (2x)

--------------------------------------------------------------------------------

Ô caboclo, que mata é a sua?(2x)
Que mata é a sua?
É a mata de ubá!
Onde pia a cobra...
Aonde canta o sabiá!

--------------------------------------------------------------------------------

Mujongo!... Monjerê!
Monjerê!... Oh monjerá!
Mujongo!... Monjerê!
Monjerê seu (nome do caboclo)

--------------------------------------------------------------------------------

Se meu pai é caboclo
Se é de além-mar
Vamos saudar o chefe, meus irmãos
Vamos saudar o altar!

--------------------------------------------------------------------------------

Ele é caboclo
Caboclo (nome do caboclo)
Pega pemba, risca ponto
Em terreiro de umbanda ele vem saravá!

--------------------------------------------------------------------------------

Caboclo bom, caboclo bom
No terreiro de umbanda
Caboclo bom, caboclo bom
Vencedor de demanda
Eu tenho fé
Na virgem maria
No meu anjo de guarda
E no meu chefe guia!

--------------------------------------------------------------------------------

Subida de Caboclos
--------------------------------------------------------------------------------

Adeus, Oh! meu Pai adeus...
Ele já vai caminhar
Adeus, Oh! meu Pai adeus...
Ele já vai caminhar
Eu peço a paz
Eu deixo a luz
Oh! Jesus Cristo
Vem nos ajudar
Eu peço a paz
Eu deixo a luz
Oh! Jesus Cristo
Vem nos ajudar

--------------------------------------------------------------------------------

OH, QUE UMBANDA VOS CHAMA!
MINDORUÊ AUÊ MINDORUÊ!
SUA TERRA É MUITO LONGE
MINDORUÊ AUÊ MINDORUÊ!

--------------------------------------------------------------------------------

ADEUS, RECINTO DE PROGRESSO!
CHEGOU A HORA, ELE VAI GIRAR!
ADEUS, ADEUS!
ADEUS MINHA PAI OXALÁ!

--------------------------------------------------------------------------------

A LEI MANDA GIRAR
COM SUA BODOQUE NO CHÃO!
GIRA CABOCLO, GIRA!
GIRA CABOCLO BOM!

--------------------------------------------------------------------------------

JÁ VAI, JÁ VAI MEUS CABOCLOS, JÁ VAI!
JÁ VAI, JÁ VAI, VAI NAS HORAS DE DEUS!

--------------------------------------------------------------------------------

SUA MATA, SUA BANDA
SUA MANO LHE CHAMOU!
SUA FLECHA, SUA BODOQUE
VIVA DEUS NOSSO SENHOR!

--------------------------------------------------------------------------------

ADEUS, ADEUS!
QUE ELE VAI S"IMBORA!
FICAMOS COM DEUS E NOSSA SENHORA!
ADEUS, ADEUS!
SENHORA DA GUIA
FICAMOS COM DEUS E A VIRGEM MARIA!

--------------------------------------------------------------------------------

Ó QUE LINDO CANTAR
Ó QUE LINDO LARANJAL
ADEUS, FILHOS DE UMBANDA
CABOCLO DE MUNHANGABA DIZ ADEUS
E VAI SE EMBORA!

--------------------------------------------------------------------------------

ELE VAI E TORNA A VOLTAR
TRAZENDO PROS SEUS FILHOS
A PROTEÇÃO DE OXALÁ!
ELE VAI COM DEUS
COM DEUS E NOSSA SENHORA!
ABENÇOAI SEUS FILHOS NESTA HORA
SUA BANDA LHE CHAMA
ELE VAI EMBORA!

--------------------------------------------------------------------------------

É MADRUGADA
JÁ CANTOU A SIRIEMA
SEU... VAI EMBORA
PRA SUAS VERDES CAMPINAS
PRA SUAS MATAS SERENAS!
ORIRÊ ORIRÁ
ELE VAI E TORNA A VOLTAR
ORIRÊ ORIRÁ
TRAZ PROTEÇÃO DE OXALÁ!
ORIRÊ ORIRÁ
DIZ ADEUS, MEU PAI, ADEUS
ORIRÊ ORIRÁ
TRAZ PROTEÇÃO PROS FILHOS TEUS!

--------------------------------------------------------------------------------

UMA ROSA NO JARDIM APARECEU
MEU PAI JÁ ME CHAMOU E LÁ VOU EU!
EU JÁ VOU EMBORA, VOU PRA MINHA ALDEIA
ELE É ... NÃO BAMBEIA!

--------------------------------------------------------------------------------

A MINHA MATA É LONGE
E EU JÁ VOU EMBORA!
SAUDADES DA JUREMA
AO ROMPER DA AURORA!

--------------------------------------------------------------------------------

ADEUS MEUS CABOCLOS, ADEUS
ADEUS QUE EU JÁ VOU EMBORA!
FOI NO BALANÇO DO MAR QUE EU VIM
É NO BALANÇO QUE EU VOU AGORA!

--------------------------------------------------------------------------------

JÁ VAI, JÁ VAI COM SUAS FLECHAS NA MÃO!
DEIXANDO NESTA CEARA,
A PAZ, A LUZ E A UNIÃO!

--------------------------------------------------------------------------------

Caboclo apanha a sua flecha,
apanha o seu bodoque,
o galo já cantou
Caboclo apanha a sua flecha,
apanha o seu bodoque,
o galo já cantou
O galo já cantou lá na Aruanda
Oxalá lhe chama
para a sua banda.
O galo já cantou lá na Aruanda
Oxalá lhe chama
para a sua banda.

--------------------------------------------------------------------------------

(antes do último caboclo subir)
Oi no jardim da roseira eu vi chover
e vi relampear
Oi no jardim da roseira eu vi chover
e vi relampear
Ele(s) vai(ão) embora,
lá pra sua aldeia,
descobrir mistérios,
descobrir mirongas, oi no jardim
(após o último caboclo subir)
Oi no jardim da roseira eu vi chover
e vi relampear
Oi no jardim da roseira eu vi chover
e vi relampear
Ele(s) foi(rão) embora,
lá pra sua aldeia,
descobrir mistérios,
descobrir mirongas, oi no jardim





Criar um Site Grátis   |   Crear una Página Web Gratis   |   Create a Free Website Denunciar  |  Publicidade  |  Sites Grátis no Comunidades.net